fechar

O ki em Samurai X

Conheça melhor a técnica dominada pelos espadachins da obra de Nobuhiro Watsuki

por Redação Henshin
09.10.2006

ReproduçãoO conceito de ki é muito importante em qualquer estilo de arte marcial, inclusive na arte da espada japonesa. Assim, era óbvio que ele teria um papel muito importante em Samurai X. Embora o ki seja mostrado de uma forma bastante floreada para causar maior impacto em quem acompanha o mangá ou o anime, os conceitos básicos explicados nas aventuras de Kenshin Himura são reais.

Na série, existem alguns tipos de ki: o primeiro é gerado pela combatividade, pela vontade de lutar. Esse ki é chamado de Touki, e é criado pelo sentimento de alegria. O segundo é gerado pelo sentimento de ódio. É o ki projetado quando a pessoa está com vontade de assassinar uma outra. Este é o chamado Sakki, o Ki Assassino. E o terceiro é o Kenki, o Ki da Espada. Este é o ki emitido pelos espadachins quando eles atingem um altíssimo nível de concentração. Além disso, assim como na vida real, os guerreiros de Samurai X conseguem ler o ki do adversário e agem de acordo com as flutuações da energia do seu oponente, ao invés de se prender a técnicas ou posturas.

ReproduçãoO ki é um elemento que aparece logo na Saga do Jin-e, quando o Chapéu Negro utiliza a técnica de paralisia. Essa é uma técnica real, dominada apenas por alguns poucos espadachins. Assim como no mangá e no anime, o truque consiste em projetar o seu Kenki de forma a imobilizar o oponente. Entretanto, ao contrário do Jin-e, que usa essa técnica sem espada, geralmente o espadachim está com a sua arma apontada para o oponente para poder paralisá-lo.

Nos embates entre Kenshin e Soujirou Seta, na Saga Shishio (ou Kyoto), o ki ganha muita importância. Isso por causa da total ausência de ki em Soujirou Seta. Parafraseando Makoto Shishio, “Soujirou não possui Touki porque não possui alegria; e não possui Sakki porque não possui ódio. Além disso, ele não projeta nenhum Kenki, impedindo que Kenshin leia os seus movimentos durante a luta”. Isso também vale para a vida real, ou seja, se o espadachim conseguir camuflar o seu ki, será mais difícil para o outro poder atacá-lo.

ReproduçãoMas é na luta entre Kenshin e Shishio que o ki é mostrado em sua plenitude. As folhas estourando perto de Battousai e o fogo aumentando de intensidade por causa do ki do vilão são invenções do autor Nobuhiro Watsuki para efeito dramático, mas diz-se que, quando uma pessoa projeta uma grande quantidade de energia, realmente são observados alguns efeitos externos.

Já nas outras Sagas de Samurai X, o ki não ocupa uma posição de destaque. Tanto na dos Cristãos – que só existe no anime e mostra Kenshin enfrentando Shogo Amakusa – como na Saga do Enishi no mangá, o ki é usado apenas como um “efeito especial” dos personagens, sem possuir um significado mais real.

Reportagem por Luiz Octávio Kobayashi

Compartilhe
Lançamento do game Super Smash Bros
São Paulo - 3 de outubro de 2014
Festival Guia dos Quadrinhos 2014
São Paulo - 11 e 12 de outubro de 2014
Copyright Editora JBC. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Editora JBC.